Eventos

3º Festival de Cerâmica no Casarão do Chá

Mais de 60 ceramistas e centenas de peças de tamanhos, formas e cores diferenciadas comporam o 3° Festival de Cerâmica, uma das principais atrações do Casarão do Chá, que aconteceu no dia 07 de agosto, em Mogi das Cruzes.
Ao longo do dia os ceramistas estiveram disponíveis ao público, com exibições e venda de seus trabalhos. O festival também contou com atrações demonstrativas e workshops. O evento, com entrada gratuita, se consolida como um dos importantes encontros culturais da arte da cerâmica no Brasil. Artistas renomados com sólido trabalho, jovens artistas com designs diferenciados e iniciantes criativos estimulam entre si a troca de experiências e incentivam a formação de novos ceramistas.
Como sempre, nossa Feira de Cultura e Lazer acompanhou o festival com diversas barracas de alimentação, oferecendo comidas artesanais de diferentes nacionalidades, preparados na hora. Houve venda de plantas, animais e artesanatos diversos. O chá preto, produto que originou a construção da fábrica, também pode ser apreciado na loja do chá.

Ceramistas e ateliês participantes:

Akinori Nakatani
Alejandra Dawi
Alessandra Dantas
Alma do Artista Bonecos Arte
Andreza Teixeira
Arte com Barro
Art by Darlene
Atelier Yas & Brisa
Brune Hampf
Camila Sant’Ana
Cerâmicas da Cris
Cintia Verdi
Cristina Etsuko
Cristina Rocha
Dani Bedollo
Dani D.
Dora Chapchap
Drikatê
Eliana Kanki
Ernesto Stock
Expressão Cerâmica
Fabiana Nakashima
Fernando
fontoura & kiehl
Fushae Yagi
Iweth Kusano
Jamila Cruzado
Jane H
Juliana Miyasaka
John Alexander Uribe
Karina Ignacio
Kazue Matsuoka
Kenjiro Ikoma
Magali Ercolin
Malu Muhamad
Marcelle Dionisi
Marcelo Conegliam
Maria Luisa da Silva: cerâmica de alta temperatura.
Mariana Zoccoli
Marli Brejeiro Almeida
Marli Nano
Matheus Dias
MCL- Clau Massote
Michio Kamada Saito
Miha Nakatani
Miki Iryo
Miti Ceramica
Nathalia Favaro
OCRE cerâmica
Olga Ishida
Patricia Carvalho
Patrícia Degan
Pedro Chacón
Peggy
Priscilla Ramos – CumbucaChic
Raquel Caseiro
Regina Sperandio
Regina Teixeira
Rita Aoi
Rita Tucci
Rosely Lumiko
Sergio Onodera
Sônia Bogaz
Sueli Massuda
Taissa Tiemi Higa
Tradef – Trabalho de Apoio ao Deficiente
Tony Chen
Yasuichi Kojima
Yuki
Yuuki Nakatani

 

Organização: Associação Casarão do Chá (Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/acasaraodocha/)

Apoio: Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes

Patrocínio: Pascoal Massas

3ª EXPOSIÇÃO “UMA EXPRESSÃO DA CRIANÇA”

A Associação Casarão do Chá e a Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes apresentam a 3ª edição da exposição “Uma expressão da Criança”, que vai de 05/06 a 31/07 de 2016.

A exposição tem como proposta divulgar a arte infantil e incentivar o desenvolvimento da expressão individual da criança através do trabalho artístico. Realizado em parceria com a Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes, o evento consiste em apresentar, no espaço expositivo do Casarão do Chá, obras produzidas por alunos de Mogi das Cruzes sobre o tema: “Retratos, Pessoas do Cotidiano”.

O evento faz parte do projeto educativo e de revitalização do Casarão do Chá como um espaço de desenvolvimento e divulgação das atividades culturais.

A entrada é franca, e a exposição está aberta todos os domingos à partir das 9h. Para visitas durante a semana, agende pelo telefone (11) 4792-2164.

 

Confira as fotos e a premiação desta edição:

« 1 de 4 »

 

1º Prêmio
Samuel Henrique de Jesus / 10 anos / EM(R) Geralda Ferraz de Campos

2º Prêmio
Gabriel de Almeida Oliveira / 7 anos / EM Profa. Maria Coeli Bezerra de Melo
Davi Ramos de Souza / 9 anos / EM Maria Luiza Mendes da Fonseca

3º Prêmio
João Vitor Rodrigues Rosa / 10 anos / EM Profa. Maria Coeli Bezerra de Melo
Pietro Viniceus Paiva de Oliveira / 7 anos / EM Dr. Waldir Paiva de Oliveira Freitas
Karina Silva do Nascimento / 9 anos / EM Profa. Maria Coeli Bezerra de Melo

Menção Honrosa
Julio Kenji Ota / 8 anos / EM Prof. Eulálio Gruppi
João Batista Pereira dos Santos / 10 anos / EM Vereadora Astréa Barral Nébias
Kaylane Pereira da Silva Torre / 11 anos / EM Fujitaro Nagao
Hellen Rocha Moreira / 10 anos / EM Fujitaro Nagao
Kethelyn Gabrielly Santos Reis / 3 anos / CEIM Prof. Takao Ikeda

Membros do Júri:
Geraldo Monteiro Neto
Ricardo Aleхandre Leite da Silva
Andreza Cristina Teiхeira
Akinori Nakatani

Organização:
Associação Casarão do Chá
Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes

Patrocínio:
ACRILEX

Exposição “A Caverna dos Sonhos Esquecidos” de Máyy Koffler

O Casarão do Chá tem o prazer de apresentar “A Caverna dos Sonhos Esquecidos”, uma exposição de peças de cerâmica da artista Máyy Koffler, aberta à visitação de 03 de abril a 29 de maio de 2016. A abertura da exposição ocorre dia 03 de Abril, à partir das 11h.

A exposição apresenta obras de Arte Cerâmica reunidas em séries e criadas entre os anos de 1994 e 2016. Trata-se de uma seleção de obras significativas do percurso da artista, em um total de 36 obras.

Dentre estas obras destacamos as seguintes séries:

A Série das Porcelanas

As peças foram realizadas com a técnica de modelagem pré-hispânica do “Paleteado”, originária da cultura Vicús no Peru. A porcelana, unida à técnica do paleteado, permite a realização de peças muito finas, translúcidas e de uma leveza única. Agregando a esta matéria corantes minerais, que tingem a massa branca com cores variadas (técnica nerikomi), é possível descobrir ondulantes formas, criaturas fascinantes, monstros e variados animais que a artista reforça com linhas, definindo e dando uma nova vida a cada obra.

A Série das Luas (técnica de modelagem: paleteado)

Esta série surge da realização de uma primeira “Lua”, feita no ano de 1994 em Apiaí. Curiosamente, a criação se deu em uma região que abriga muitas cavernas. A realização da peça revelou-se um desafio plástico. O título faz referência à forma final da peça, semelhante a uma lua crescente. A série é composta de cinco peças de formas bem semelhantes, mas com massas de diferentes cores e texturas executadas em diferentes momentos do percurso da artista.

A Caverna dos Sonhos Esquecidos

A Obra que dá nome à exposição surge para trazer à luz uma série de peças sonhadas e adormecidas durante anos, enquanto a artista realizava um caminho de preparação para ministrar cursos de Cerâmica. Esse nome foi inspirado no filme homônimo de Werner Herzog sobre os tesouros pré-históricos descobertos na Caverna Chauvet (França). Existe aqui um paralelo entre esta gruta que ficou vinte mil anos congelada no tempo – perfeitamente fechada esperando o momento de ser descoberta – e as peças da exposição, que simbolizam a materialização dos “sonhos esquecidos” da artista.

A Ultima Série

Nesta série, a artista apresenta uma série de esculturas em baixa e alta temperatura, algumas inspiradas em lendas e crônicas de origem pré-hispânica, sobre personagens míticos femininos. Também faz parte da série cinco obras de formas esféricas contendo desenhos lúdicos as quais podem ser usadas como luminárias. Completa a exposição uma instalação em forma de mandala, realizada com as ferramentas utilizadas para modelar as obras.

 

Serviço:

Período de exposição: 03/04 à 29/05/2016
Horário: todos os domingos, das 9 às 17h
Entrada franca

Para visitas agendadas durante a semana, entre em contato com a Associação Casarão do Chá, pelo telefone 11 4792-2164

Contato da artista:
http://www.mayykoffler.com/
https://www.facebook.com/mayy.koffler?fref=ts

Primeiro Festival de Bonecos no Casarão do Chá e Workshop

O Primeiro Festival de Bonecos, que acontece no dia 27 de março de 2016, traz ao Casarão do Chá 18 artistas expondo 500 bonecos produzidos artesanalmente em biscuit, cerâmica, madeira, papel, porcelana fria e tecido. O destaque do evento é a criatividade e a pluralidade dos estilos. Os visitantes encontrarão desde bonecas tradicionais de tecido para meninas, kokeshi (boneco tradicional japonês de madeira), origami, fantoche, até marionetes de madeira para meninos. Todas as peças expostas poderão ser adquiridas pelo visitante.

O Festival ainda conta com o Workshop de Boneca da artista Ziza Conde que acontece em dois horários: manhã das 9:00 – 12:30h  e  tarde: 13:30 – 17:00h.

As inscrições devem ser realizadas pelo e-mail zizaconde@hotmail.com ou telefone (12) 3913-4947. A oficina custa R$120,00 com material incluso.

A exposição acontece no domingo (27.03.2016) das 9 ás 17h com entrada franca.

 

Informações Gerais:

FESTIVAL DE BONECOS

Data: 27/03/2016
Hora: 9:00 às 17:00h
Local: Casarão do Chá

(Estrada do Chá cx 05, Cocuera, Mogi das Cruzes – SP, Caixa Postal 31, CEP: 08710-971)

Entrada Franca

Atrações:

– Exposição e venda de bonecos
– Workshop de Boneca (Inscrição antecipada)
– Feira de artesanato, comida e plantas
– Degustação de chá

Artistas participantes:
Pupano – Fernanda Rossett
Toco-Oco – Lara Alcantara e Guilherme Nauman
Flavinha César Origamista – Flávia
Guilherme Pires
Kokeshi Okazaki – Mayumi Okazaki
Margarida Flor – Vera Lúcia Lahuerta Corrêa
Faby Cerâmica – Fabiana Nakashima
Poupée – Laura Snitovsky
Clarilari Craft – Desirée Furtado
Frumigaria Arte em Tecido – Camilla Dimitrov
Daniela Nobrega Cerâmica
José Murilo de Lima
Uns Baragudagos – Inês Fernandes
Arte em Garrafa – Isabel Cristina
Idéias e Panos – Olívia Cruz
Tia Gina – Regina Gonçalves
Ziza Conde

Conheça alguns dos trabalhos:

 

WORKSHOP DE BONECA COM ZIZA CONDE NO CASARÃO DO CHÁ

Data: 27 de Março

Horários:
Manhã: das 9 – 12:30h
Tarde: 13:30 – 17h

Incluso:
• Aula com Ziza Conde professora de bonecas e patchwork há 15 anos em São José dos Campos
• Kit completo contendo corpo, vestido, acessórios e enchimento
• Apostila explicativa da boneca + apostila adicional com modelo masculino
Custo: 120,00

Inscrição pelo email: zizaconde@hotmail.com
Dúvidas pelo email ou telefone (12) 3913-4947

https://www.facebook.com/events/455136011348147

2° Desfile e Exposição de Carros Antigos de Mogi das Cruzes no Casarão do Chá

Acontece no próximo domingo, dia 28/02, o 2º Desfile e Exposição de Carros Antigos de Mogi das Cruzes, promovido pelo Clube de Carros Antigos de Mogi das Cruzes (CCAMC).

O CCAMC foi fundado em 1982 e hoje conta com um quadro associativo de 200 sócios. Ele se difere de outros clubes do gênero pelo fato de não ser um clube de marca ou modelo específico de veículo, portanto, tem em seu acervo veículos antigos nacionais, americanos e europeus. O Clube pretende estar no Casarão do Chá com aproximadamente 20 veiculos.

O desfile inicia na cidade de Mogi das Cruzes, no Auto Posto Quality às 09h00, (Av. do supermercado D’avó), segue pela Estrada Mogi-Salesópolis e chegará ao Casarão do Chá entre 09h30 e 10h00.
Os veículos ficarão expostas no pátio do Casarão até as 15h00.
Em caso de chuva, lamentavelmente o passeio será cancelado.

Confira algumas fotos (acervo Associação Casarão do Chá):

3

2

1

4

Mais informações:
Sr. Hermes Cel. 011-99654-8590
https://www.facebook.com/events/443467122519549/
http://www.ccamc.com.br/
Entrada Franca

Exposição Chaer e performance Fernanda Moretti

Mauricio Chaer - folheto1 copy

Neste domingo, dia 24 de Janeiro, o Casarão do Chá inaugura a exposição CHAER: GEOMÉTRICO E ORGÂNICO, e apresenta as performances de Fernanda Moretti Arte do Movimento. A exposição vai até 20 de Março, e estará aberta todos os domingos, à partir das 9h.

“MAURÍCIO CHAER, artista plástico conhecido em Mogi das Cruzes pelas curvas, volume e cores de suas peças, têm seu ateliê no bairro do Botujuru desde 1979. Têm na cerâmica e escultura sua paixão e suas obras estão instaladas em Mogi das Cruzes, Suzano, Ribeirão Pires, Cuiabá, São Paulo e até no exterior, em cidades como Madri e Lisboa.

Atualmente Maurício Chaer lida com concreto armado sustentado por rigorosa ferragem interior. A massa esculpida é monumental, mas joga-se ao alto de maneira leve num equilíbrio bailarino de formas arabescadas cuja sinuosidade sugere o vôo de pássaros em torno de um eixo imaginário. Material, forma e função se apresentam com o aproveito de areia, pedrisco, cimento e água, provavelmente restos de construções que verticalizam as cidades. E, ainda, como se fossem mostra da milenar arte do mosaico, revestem-se de pisos e azulejos que ofertam cor e alegria ao conjunto da obra. Seu caráter Contemporâneo permite lidar com as toneladas transformando-as em bailarinos sutis em passos acrobáticos. Na ordem do dia, na atualidade da concepção artística, Maurício Chaer joga com os elementos quais os Campana, agredindo tudo o que de formal seja imposto. E a mais pura expressão da vanguarda e da liberdade da qual somos tão carentes.

FERNANDA MORETTI, dentro desta forte expressão artística trabalha com o corpo em movimento. Com a estrutura física dos alunos apresenta uma performance que exibe como o ser humano pode modelar o seu próprio corpo.”

Texto: Ivone Marques Dias
Fotos: Ronaldo Garcia

8º Encontro de Nôgaku – Imin Nô

flyer-casarao

No próximo domingo, dia 08/11, às 14h, o Casarão do Chá apresenta: VIII Encontro de teatro Nô

O teatro Nô é uma arte japonesa do século XIV que combina canto, dança, poesia e música em narrativa de uma maneira refinada e altamente simbólica. Foi criado por Kan`ami e seu filho Zeami, podendo ser considerada uma bela síntese da cultura japonesa. Desde o início do século XX até os dias de hoje, continua sendo muito estudado pelos ocidentais. Em 2001, a Unesco reconheceu o teatro Nô como Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade.

A Associação Brasileira de Nôgaku (ABN) realiza, semestralmente, encontros de teatro Nô chamados de Imin Nô. O termo pode ser entendido como “Nô de imigrantes, por imigrantes e para imigrantes”. Por estarmos em um país fortemente marcado pela imigração, o termoImin Nô define um encontro-reencontro com a singularidade que nos universaliza.

A Associação Brasileira de Nôgaku (ABN) é formada por imigrantes japoneses, artistas do Brasil e também da Venezuela. Dela fazem parte quatro grupos/escolas: Houyou Kai, fundado em 1988; Brasil Hosho Kai, fundado em 1990; Shouyou Kai, fundado em 2008; e o Brasil International Noh Institute (INI), fundado em 2013.

O primeiro grupo de teatro Nô do Brasil foi o Hakuyou Kai, criado em 1939 e ativo até meados dos anos 1990. A ABN iniciou suas atividades em 2008 e conseguiu reunir as quatro diferentes escolas de Nô existentes no Brasil, incluindo ex-membros do pioneiro Hakuyou Kai. Tradicionalmente, a junção de escolas distintas seria algo improvável no Japão, mas situados no Brasil os grupos se unem para fortalecer, divulgar e dar expressão à cultura japonesa através desta arte clássica.

Desta vez, para o VIII Encontro de teatro Nô, a ABN estará apresentando Takasago no Casarão do Chá. A seguir, um resumo da peça:

Um monge visitava a baía de Takasago com a sua comitiva quando um casal de velhos aparece varrendo as folhas de um grande pinheiro. O monge se dirige a eles e o casal lhe conta que aquele é o famoso pinheiro de Takasago, o qual faz par com o pinheiro de Suminoe. Juntos são chamados de Aioi-no-matsu, que significa “casal de pinheiros”. Ao final eles revelam ser a própria encarnação dos pinheiros de Takasago e Suminoe e embarcam num barco, desaparecendo no mar. No segundo ato, o espírito do pinheiro ressurge fulgurante para dançar e espalhar bênçãos.

 

Programação: 

14:00 – Primeira apresentação. Duração: entre 30 a 40min.
As quatro Escolas apresentarão, cada uma,  pequenos trechos de peças de Nô:
Hagoromo Kiri (Escola Kita)
Tsurukame (Escola Hosho)
Shojyo (Escola Kanze)
Atsumori (Escola Kongo)

14:40 – Intervalo de 10min

14:50 – Segunda apresentação. Duração aproximada de 30min.
Apresentação da peça Takasago.

Atenção: Não é permitida a entrada durante a apresentação do espetáculo, exceto nos intervalos.

 

Contato:

Associação Brasileira de  Nôgaku
Shigeru Matsumoto
Cel: 98487-2335
shigerumatsumoto@ymail.com
Facebook: Imin Nô
Evento: https://www.facebook.com/events/1246316072062042/

Exposição: Uma Expressão da Criança – 2015

No próximo domingo, dia 27/09/2015 às 9:00h, o Casarão do Chá apresenta ao público a exposição UMA EXPRESSÃO DA CRIANÇA – Edição 2015.

A exposição tem como proposta divulgar a arte infantil e incentivar o desenvolvimento da expressão individual da criança através do trabalho artístico. No espaço expositivo do Casarão do Chá, as obras produzidas pelos alunos da rede pública até 12 anos, sobre o tema: “Dia-a-dia da minha família” serão apresentadas e os melhores trabalhos serão premiados com materiais artísticos da ACRILEX. O evento faz parte do projeto educativo e de revitalização do Casarão do Chá como um espaço de desenvolvimento e divulgação das atividades culturais.

Veja as obras vencedoras da última edição:

 

1lugar p
1º lugar

2-b p
2º lugar

3lugar p
3º lugar

 
ESCOLAS PARTICIPANTES DA EDIÇÃO 2015

ESCOLAS MUNICIPAIS

*CEIM Jornalista José de Moura Santos
*CEIM Prof. Takao Ikeda
*CEIM Thereza Geraldi de Almeida
CEMPRE Prof. José Limongi Sobrinho
EM Benedito Ferreira Lopes
*EM Profa. Cecília de Souza Lima Vianna
*EM Profa. Cenira Araújo Pereira
*EM Dom Paulo Rolim Loureiro
EM Prof. Hélio dos Santos Neves
EM Profa. Maria Coeli Bezerra de Melo
EM Maria Luiza Mendes da Fonseca
EM Prof. Mario Portes
*EM Prof. Sérgio Hugo Pinheiro
EM Profa. Sônia Brasil de Siqueira Andreucci
*EM Profa. Therezinha Soares
EM Profa. Wanda de Almeida Trandafilov

*Escolas que participaram em 2014 e 2015.

 

Organização: Associação Casarão do Chá

Patrocínio: Acrilex

Parceria: Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes.

2° Festival de Cerâmica no Casarão do Chá

70 ceramistas e centenas de peças de tamanhos, formas e cores diferenciadas compõem o 2° Festival de Cerâmica, uma das principais atrações do Casarão do Chá, a ser realizado no dia 02 de agosto (dom.), em Mogi das Cruzes.

Ao longo do dia os ceramistas estarão disponíveis ao público, com exibições de seus trabalhos. O festival também contará com atrações demonstrativas e workshops. É esperada a visita da população local e de turistas de todo o Estado. O evento, com entrada gratuita, irá se consolidar como um dos importantes encontros culturais da arte da cerâmica no Brasil. Artistas renomados com sólido trabalho, jovens artistas com designs diferenciados e iniciantes criativos estimulam entre si a troca de experiências e incentivam a formação de novos ceramistas.

Como sempre, nossa Feira de Cultura e Lazer acompanhará o festival com diversas barracas de alimentação, oferecendo comidas artesanais de diferentes nacionalidades, preparados na hora. O chá preto, produto que originou a construção da fábrica, poderá ser apreciado na loja do chá.

 

Ceramistas participantes:
Acácia Azevedo
Akinori Nakatani
Alessandra Dantas
Aline Aiba
Ana Laura Bádue
Ana Philippot
Brisa Rodrigues
Brune Hampf
Carolina Gonçalo
Cibele Nakamura
Cris Kim
Cristina Etsuko
Cristina Rocha
Dani Bedollo
Darlene Maldonado
Diogo Yas
Drikate
Elenice Tamashiro
Eunice Mitiyo Ohara
Fabiana Nakashima
Felipe Ferraro
Fernando
Fushae
Gilson Polidoro
Giovana Degarcia
Isabel Moreira
Jamila Cruzado
Jane Hendrich
John Alexander Uribe
Juliana Miyasaka
Karina Ignacio
Kazue Matsuoka
Kenjiro Ikoma
Kimi Nii
Laura Martínez
M’Livoltä
Maira Fukimoto
Marcelle Dionisi
Maria Angelica Dias
Marli Nano
Máyy Koffler
Michio Kamada Saito
Miha Nakatani
Miki Iryo
Natalia Favaro
Nine Moriya
Osvaldo Perez
Patrícia Degan
Paulo Grell
Peggy
Priscilla Ramos
Rafael Dai Izumi
Raquel Caseiro
Regina Teixeira
Rita Aoi
Rita Tucci
Roselia Ikeda
Rosely Lumiko
Ruben Pela
Selma Fukai
Sergio Onodera
Shugo Izumi
Sônia Bogaz
Sueli Massuda
Tatiana Kawata
Tereza Cajas
Vitória Chu Varella
Yara Fukimoto
Yasuichi Kojima
Yuuki Nakatani

Ateliês colaboradores:
Acácia Azevedo Studio Pottery
Artes Gato de Ouro
Ateliê Belo Toque
Ateliê do Quintal
Ateliê Patrícia Degan
Ateliê Selma Fukai
Atelier de Cerâmica Alessandra Dantas
Atelier Hideko Honma
Atelier Jane H
Atelier Keramos
Atelier Kimi Nii
Atelier Yas & Brisa
Bádue Modelados
Casa da Cerâmica Nakatani
Casa de Barro Giovana Delagracia
Cerâmicas da Cris
Cerâmicas Shugo Izumi
Ceramiki
Cibele Nakamura Arte Cerâmica
CumbucaChic
Faby Cerâmica
Formas nativas Cerâmica
Marcelle Dionisi Cerâmica de Alta Temperatura
Mirai
Miti Cerâmica
Cerâmica M’Livoltä
Atelier Morro do Bambu

 

Confira abaixo a programação dos workshops:

Demonstração de Raku Tradicional e Raku Nu – com Osvaldo Perez

Período da manhã
9:00 – Montagem do forno de raku e esmaltação das peças cerâmicas
9:30 – Início da queima
11:00 – Abertura da fornada de raku

Período da tarde
14:00 – Esmaltação das peças cerâmicas e início da segunda queima
15:30 – Abertura da segunda fornada de raku

Demonstração de torno – com Yuuki Nakatani

13:00 – Início da demonstração
14:00 – Término da demonstração

Workshop de apitos e ocarinas – com Máyy Koffler*

Oficina apenas para adultos

Período da manhã
10:00 – Início, modelagem da base
12:00 – Pausa para o almoço

Período da tarde
13:30 – Acabamento, teste de sonoridade.
15:30 – Término da oficina

*Este workshop é pago e com vagas limitadas. Para reservar sua vaga e receber mais instruções sobre como se inscrever, envie e-mail para acasaraodocha@gmail.com com o assunto “Inscrição Workshop Apitos e Ocarinas”

Fique ligado: Em breve, mais novidades neste mesmo post.

Exposição INSPIRAÇÕES de Ana Rafful & Urban Sketchers no Casarão do Chá

A exposição INSPIRAÇÕES, da artista plástica Ana Rafful, sediada pelo Casarão do Chá, que será aberta ao público, no próximo domingo, dia 17 de maio de 2015 às 13h, contará com 30 trabalhos entre desenhos, aquarelas e ilustrações da autora. Estará aberta ao público todos os domingos, e vai até dia 26 de Julho de 2015.

Casarao do cha l

Participação Internacional

A exposição contará também com a participação das artistas plásticas francesas Marion Th. Bremaud-Boumans, Tula Moraes, Marion Rivolier e Brigitte Lannaud Levy.

Urban Sketchers

Tendo em vista o percurso de Ana Rafful, que estudou arte na The Art Students League de Nova York e na Académie de La Grande Chaumière, em Paris, a exposição contará com trabalhos realizados no exterior, produzidos como desenhos de locação através de observação direta ou fruto de seus estudos no Museu do Louvre, em Paris e em outras localidades.

As obras

As obras que fazem parte da Exposição Inspirações, dividem-se em três blocos distintos mas harmônicos, mostrando os desenhos com tinta, aquarelas e estudos clássicos realizados nos últimos três anos pela referida artista. A exposição abrigará, ainda, duas sessões para as obras de artistas plásticas francesas e do Urban Sketchers Paris, São Paulo e Mogi das Cruzes, comunidade de correspondentes que reúne pessoas do mundo todo, interessadas em produzir e compartilhar seus desenhos de locação. Essa comunidade global inclui pintores, arquitetos, jornalistas, publicitários, ilustradores, designers e educadores, que publicam mais que apenas desenhos na web, compartilhando também a narrativa e as circunstâncias em que esses desenhos foram feitos.

O percurso

Ana Rafful começou a desenhar e pintar aos 4 anos. Aos seis anos de idade frequentou o atelier do conhecido artista plástico japonês Sr. Sussumo, transferindo-se em 1982 para o atelier da Profa. de Artes Plásticas da Universidade de Mogi das Cruzes, Maria José Camargo. Em 1989, inicia seus estudos Universitários na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde cursa, entre outras disciplinas, História da Arte e Cultura, prosseguindo, paralelamente, seus estudos de civilização, na Aliança Francesa, em São Paulo. No período compreendido entre 1985 à 1994, dedica-se intensamente à Academia sem jamais deixar o desenho e a pintura. Em 1997 começa a viajar com frequência visando aprofundar seu conhecimento sobre a arte e a cultura Ocidental. No Brasil, passa a ter aulas de desenho de construção e aquarela com Claudio Gonçalves e Fábio Cembranelli, respectivamente. Desenvolve, ainda, seus estudos sobre iconografia com um Mestre-Monje Camaldolense de formação Grega – Don José Carlos Velasco, tendo seu primeiro contato com a tempera, brunição, douração e preparação de pigmentos. Posteriormente tem seu perfil e obras publicadas pela Revista da Universidade Braz Cubas de Mogi das Cruzes, ambiente universitário onde ocorre sua primeira exposição de aquarelas. Nos anos de 2010 e 2011, inicia seus estudos no exterior, frequentando a The Art Students League of New York, pinta com Timothy Clarck e aprofunda seu conhecimento sobre o trabalho de Sargent. Torna-se membro da Sociedade de Aquarelistas de San Diego – California em 2010, ocasião em que conhece Keiko Tanabe, com quem faz aulas de aquarela de paisagem. Em 2010, conhece Adan Cope em Figeac, no sul da França, tendo seu primeiro contato com o desenho gestual e a pintura em plain aire. Ana e Adan tornam-se correspondentes e amigos. Nesse mesmo ano, percorre as cidades de Roma, Assis, Florença, Torino, Bruge, Amsterdan e Delft, com a finalidade de rever a história da arte e da arquitetura na Europa. Em 2012, viaja para Argentina e Uruguai onde inicia seus sketches e estudos sobre composição fotográfica, sendo que em novembro de mesmo ano, viaja para Paris, onde tem aulas, com M. Laurent Cattaneo, de retrato, e participa dos ateliers livres da Académie de la Grande Chaumière, ocasião em que conhece inúmeros artistas plásticos franceses e copistas do Museu do Louvre, em Paris, aprofundando seu conhecimento sobre técnicas de pintura antiga. Participa de curso de ilustração, criação de personagens, ambientação e cores com a Argentina, Rebeca Luciani. Em 2014, insere-se também no Urban Sketchers Brasil retornando ao desenho à nanquin, tinta e bico de pena. Ainda em 2014 participa do 5th International Urban Sketching Syposium. Em janeiro de 2015, passa um mês em Paris estudando desenho clássico na Académie de la Grande Chaumière acompanhada, novamente, por M. Laurent, em seus estudos no Museu do Louvre, escreve matéria para o blog Urban Sketchers Paris e funda o grupo Urban Sketchers em Mogi das Cruzes, a fim de promover e divulgar o desenho de observação na região do Alto Tietê.

Urban Sketchers

O Urban Sketchers é uma comunidade mundial, que reúne interessados em produzir e compartilhar seus desenhos de locação. Em 2008, o jornalista residente nos Estados Unidos, Gabriel Campanario criou o blog www.urbansketchers.org  para reunir entusiastas  desse tipo de atividade artística. Desde então essa comunidade vem crescendo rapidamente, contando com cerca de 50 blogs regionais e reunindo dezenas de milhares de pessoas na internet e em seus encontros regionais e internacionais. Em Dezembro de 2009 se tornou uma ONG, com corpo diretivo e conselho. O grupo brasileiro tem presença relevante no grupo tendo sediado o 5º Simpósio Mundial de Urban Sketching em Agosto de 2014 na cidade de Paraty/RJ organizado pelo grupo Urban Sketchers São Paulo. O grupo de São Paulo conta com aproximadamente 400 membros. A participação nos encontros é gratuita e preferencialmente em locais públicos. Os encontros acontecem a cada 15 dias aproximadamente e a convocação é feita através das nossas redes sociais. Nos reunimos a fim de registrar situações que nos chamem atenção de alguma forma, seja pela arquitetura do edifício, pela importância histórica do local, ou pelas pessoas que frequentam o espaço. Não damos aulas ou instruções, a troca de experiência se dá através da interação entre os participantes. Cada um tem a liberdade de utilizar a técnica que prefere sendo algumas delas o desenho a lápis, desenho a caneta, aquarela, marcadores e etc. Não há formação, pré-requisitos ou nível exigido para participar do grupo: TODOS SÃO BEM-VINDOS. Alguns participantes revelam que se sentem mais confiantes a desenhar e publicar seus desenhos sabendo que há outros artistas fazendo o mesmo; outros que se sentem mais seguros em algumas regiões da cidade que não visitariam sozinhos; muitos têm descoberto locais que não imaginavam existir na cidade de São Paulo. A nossa meta é manter o grupo local solidificado, atrair novos membros e num futuro próximo promover uma exposição e quem sabe o lançamento de um livro.

Blog: www.brasil.urbansketchers.org

Email: urbansketchers.sp@gmail.com

Facebook: www.facebook.com/groups/urbansketchers.sp

Instagram: @usk.sp