Eventos

4° Festival de Cerâmica do Casarão do Chá

4° FESTIVAL DE CERÂMICA

Data: 06 de agosto de 2017.
Horário: 09h às 17h.
Local: Casarão do Chá – Estrada do Chá cx 05, bairro Cocuera, Mogi das Cruzes, SP.

Neste Festival teremos mais de 40 ceramistas expondo e comercializando suas peças (mais de 2.000 peças). A nossa expetativa de púbico é de 2 mil pessoas, como nos 3 outros anos do Festival.
Além da demonstração de queima de Raku como nos demais anos, temos como novidade a oficina de Raku na qual os visitantes poderão participar. A oficina consiste em pintar uma peça semi queimada que irá ao forno durante o evento. É interessante acompanhar a abertura da queima onde as peças são retiradas incandescentes, a partir das 14hs.  Os participantes levarão suas peças queimadas (oficina com inscrição antecipada – Valor R$20,00).
Teremos também, acompanhando pela primeira vez o Festival, os artesãos de diferentes ramos da tradicional Feira de Artes da Praça Benedito Calixto de Pinheiros, SP, com a venda de trabalhos manuais diferenciados de qualidade.
Em todas as edições participam ceramistas renomados e outros novatos, e o elenco muda a cada edição. Nesta edição participarão ceramistas renomados como: Kenjiro Ikoma, Iweth Kusano, Porcelana Kojima, Acácia Azevedo, Cristina Rocha e Akinori Nakatani.

Ceramistas e ateliês participantes:
Acácia Azevedo
Akinori Nakatani
Ateliê do Quintal – Karina Ignacio
Arte com Barro
Artes Gato de Ouro – Brune Hampf
Beth Shiroto Yen
Chá de Coisinhas – Ângela Florencio
Cleide Vieira
Dani Bedollo
Dinnouti
Drikatê
Donizete
Eliana Kanki
Cristina Rocha
Estela Braga Cerâmica
Leonardo Baruk
Liliane Ranchin
Grupo Temtempu
Iweth Kusano
Jane H
John Alexander Uribe
Kazue Matsuoka
Kenjiro Ikoma
Marcelo Conegliam
Mariana Zoccoli
Marli Brejeiro Almeida
Marli Nano
Miha Nakatani
Porcelana Kojima
Raquel Caseiro
Rita Tucci
Sergio Onodera
Studio Faby Cerâmica
Tatiane Kawata
Tradef – Trabalho de Apoio ao Deficiente
Vanessa Murakawa
Yuki
Yuuki Nakatani

Atrações:

  • exposição e venda de mais de 2.000 peças de cerâmica
  • oficinas e demonstrações gratuitas de cerâmica:
    • oficina de modelagem – Tebineri com Grupo Temtempu – das 10 ás 16h. Gratuita
    • demonstração e oficina de torno – Rokuro taiken com Sergio Onodera – das 10 ás 11h e 14h ás 16h. Gratuita
    • queima de Raku ao vivo – Raku com Marcelo Conegliam – das 10 ás 14h – a demonstração é gratuita e a oficina com inscrição antecipada – Valor R$20,00.
  • degustação e venda de chás:
    • chá preto artesanal
    • chá preto nacional
  • comida caseira:
    • sushi, temaki (sushi em forma de cone), tempurá (vegetais e mariscos fritos), nikuman (tipo de pão recheado cozido no vapor), gyoza (pastelzinho recheado com carne de porco, verduras e temperos), manju (doce japonês), entre outros
    • diversos: pastel, pizza no forno à lenha, café caipira no fogão à lenha, bolos, biscoitos e pães artesanais, doces cristalizados, queijos, picolés caseiros, geléias, massas artesanais secas e congeladas, molhos, azeites saborizados, porco no rolete, galinhada, feijão tropeiro, arroz carreteiro, pão com pernil, pão com linguiça, entre outros
  • bebidas: licores, cachaças e cervejas artesanais, chopp, café extraído a frio e cafés especiais, café no fogão a lenha, chás artesanais.
  • cogumelos frescos e em conserva, verduras sem agrotóxico, verduras hidropônicas, conserva de hanaume (flor de hibisco) e de folha de shisso (herva utilizada na culinária oriental)
  • artesanatos diversos: Miniaturas feitas de vidro, biscuit, arame, linha, madeira; Jogos de desafio e brinquedos educativos; Oshibana (plantas desidratadas naturalmente) compondo brincos, colares, anéis, cadernos e chaveiros; Sapatos, sandalhas e chinelos artesanais; Jóias de marchetaria em madeira; Pulseiras, colares, anéis e brincos, feitos em macramê; Encadernação artesanal; Buquês, arranjos, brincos e bonecas de origami; Bolsas e acessórios; Toalhas de crochê e ponto cruz, entre outros
  • orquídeas e outras plantas, animais

Diversos ceramistas com centenas de peças de tamanhos, formas e cores diferenciadas compõem o 4° Festival de Cerâmica, uma das principais atrações do Casarão do Chá, a ser realizado no dia 06 de agosto (dom.), em Mogi das Cruzes.

Ao longo do dia os ceramistas estarão disponíveis ao público, com exibições e venda de seus trabalhos. O festival também contará com atrações demonstrativas e workshops. É esperada a visita da população local e de turistas de todo o Estado. O evento, com entrada gratuita, se consolida como um dos importantes encontros culturais da arte da cerâmica no Brasil. Artistas renomados com sólido trabalho, jovens artistas com designs diferenciados e iniciantes criativos estimulam entre si a troca de experiências e incentivam a formação de novos ceramistas.

Como sempre, nossa Feira de Cultura e Lazer acompanhará o festival com diversas barracas de alimentação, oferecendo comidas artesanais preparadas na hora. O chá preto, produto que originou a construção da fábrica, também poderá ser apreciado.

* Há diversos produtos diferenciados para o consumo, mas como no Casarão não é possível passar cartão, recomendamos que o visitante traga dinheiro.

* A entrada é gratuita. Para participar das oficinas basta chegar e se inscrever na atividade aberta ao público.

Confira algumas fotos do evento:

Organização: Associação Casarão do Chá

Patrocínio : Pascoal Massas

Apoio: Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes

Mais informações:

Associação Casarão do Chá
Tel: (11) 4792-2164
E-mail : acasaraodocha@gmail.com
Site: www.casaraodocha.org.br
Facebook: https://www.facebook.com/events/1815142488801488/

Exposição Uma Expressão da Criança 2017

A Associação Casarão do Chá e a Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes apresentam a 4ª edição da exposição “Uma expressão da Criança”, que vai de 18/06 a 30/07 de 2017.

A exposição tem como proposta divulgar a arte infantil e incentivar o desenvolvimento da expressão individual da criança através do trabalho artístico. Realizado em parceria com a Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes, o evento consiste em apresentar, no espaço expositivo do Casarão do Chá, obras produzidas por alunos de Mogi das Cruzes.

O evento faz parte do projeto educativo e de revitalização do Casarão do Chá como um espaço de desenvolvimento e divulgação das atividades culturais.

A entrada é franca, e a exposição está aberta todos os domingos à partir das 9h.

Organização:

Associação Casarão do Chá
Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes

Patrocínio:

ACRILEX

Exposição de Orquídeas

 

Data: 27 e 28 de Maio de 2017

Horário: 09 às 17h

Local: Casarão do Chá, Estrada do Chá cx 05, Bairro Cocuera, Mogi das Cruzes, SP

Entrada franca

Acontecerá no Casarão do Chá, entre os dias 27 e 28 de Maio de 2017, uma Exposição de Orquídeas promovida pelo Orquidário Aberto, que traz orquídeas de vários expositores de Mogi das Cruzes e região do alto Tietê, com variedades de Cattleyas, Oncidium, Paphiopedilum, entre diversas outras espécies que estão em época de floração.

Segundo Davi Araújo, do Orquidário Aberto, a exposição quer colocar o público em contato mais próximo à natureza, e mostrar as mais variadas espécies de orquídeas de várias partes do mundo.

Haverá a venda de diversas orquídeas, e o visitante poderá também tirar dúvidas sobre esse gênero de plantas, aprender sobre como cultivá-las, além de esclarecimentos sobre os locais apropriados para tal prática.

Veja algumas das orquídeas em exposição:

1 imagem de Associação Casarão do Chá

2 foto de Associação Casarão do Chá

3 foto de Associação Casarão do Chá

4 foto de Davi Araújo

5 foto de Davi Araújo

6 foto de Davi Araújo

7 foto de Davi Araújo

Serviço

Onde: Casarão do Chá
Quando: 27 e 28 de Maio de 2017, à partir das 9h

Contato: Davi Araújo
Celular: (11) 99742-3118
Telefone Orquidário Aberto – (11) 4724-3320
e-mail: daviaraujomoreira@yahoo.com.br

Artífices da Madeira – Mobiliário e Objetos

No próximo dia 02 de Abril de 2017, às 9h, ocorrerá no espaço do Casarão do Chá a abertura da exposição Artífices da Madeira – Mobiliário e Objetos, que ficará em exibição todos os domingos até 21 de Maio de 2017. Com curadoria de Dimitri Buriti, esta exposição traz objetos e móveis em madeira, reunindo artistas com propostas diferenciadas. Algumas das peças expostas:

1 - Fotografia de Fernando Mendes de Almeida - madeira Freijó 2 - fotografia de Fernando Mendes de Almeida - madeira Freijó Fotografia de Julia Krantz - Mesa Guavira - madeira Laminado naval Cedro Fotografia de Julia Krantz - Poltrona Suave - madeira Laminado naval Cedro Fotografia de Morito Ebine - Cabide Arvore - madeira Imbuia & Peroba Mica Fotografia de Morito Ebine - Cadeira Weg - madeira Freijó

 

 

Release por Julia Krantz:

“VIDA DA ÁRVORE ACABOU, NÉ, ASSIM QUANDO CORTOU, VIRA MADEIRA. MAS DEPOIS DE VIRAR MADEIRA, QUANDO VIRA ASSIM OBJETO, AÍ PODE COMEÇAR NA SEGUNDA VIDA, DE USO. ”

MORITO EBINE

O trabalho feito com as mãos estimula o trabalho mental, ou como diria Richard Sennett, “fazer é pensar”. Imbuídos dessa premissa os artífices aqui reunidos aprenderam, ao longo dos anos passados em contato direto com a matéria prima de sua escolha, a compreendê-la e utilizá- la com o respeito que se dá a um ser vivo. A madeira, que já foi árvore, se transforma a partir das mãos habilidosas do artesão e ganha a forma de um banco, de uma escultura, de uma casa.

Dos incontáveis encontros no alto da Serra da Mantiqueira, no espaço de pensar/fazer/pensar do nosso amigo e mentor Morito Ebine, extraímos idéias, técnicas, conhecimento, sugestões e críticas cujo resultado se traduz hoje nessa pequena mostra do que é possível se produzir através do trabalho artesanal com essa matéria tão nobre e generosa.

O Casarão do Chá se integra harmonicamente a essa idéia, construído a partir de técnicas japonesas de carpintaria que trabalham a madeira por meio de encaixes complexos, elegantes e duráveis, restaurados com maestria por Tetsuya Nakao, arquiteto-carpinteiro vindo do Japão com a tarefa de recuperar o edifício.

A edificação, os móveis, os objetos e os artífices se entrelaçam por um momento em uma atmosfera onde o observador não é mero espectador, mas um novo canal possível de disseminação e resgate da apreciação do trabalho manual.

 

Expositores:

Morito Ebine – Santo Antonio do Pinhal

Julia Krantz – São Paulo

Fernando Mendes – Rio de Janeiro

 

Expositores convidados:

William e Wagner S. Manarim – Santo Antonio do Pinhal

Fernanda P. Barreto – Santo Antonio do Pinhal

Ricardo Graham – Rio de Janeiro

 

Contato:

Julia Krantz

Tel/fax: (11) 38657724

Cel: (11) 999831162

juliakrantz@hotmail.com

juliakrantz@juliakrantz.com.br

www.juliakrantz.com.br

Dollhouse: Exposição e Venda de Miniaturas no Casarão do Chá

Nos dias 04, 11 e 18 de Dezembro, das 09 às 17h, no Casarão do Chá: Exposição e venda de Miniaturas. Entrada franca.

AFINAL, O QUE SÃO ESSAS TAIS MINIATURAS?
A prática de fazer e colecionar miniaturas data desde a pré-história. Vários sítios arqueológicos encontraram estátuas e utensílios em miniatura que não eram brinquedos. Entre 1600 e 1700, tornou-se um hobby cultivado entre os nobres e extremamente ricos, com um grau elevado de perfeccionismo. Com móveis e objetos específicos exibiam suas coleções preciosas de miniaturas, adquiridas dos mais exímios artesãos e vindas de toda a parte do mundo.
Existem miniaturas em diversas escalas de redução. A mais usada atualmente como padrão internacional para dollhouses é a 1:12, onde uma medida do mundo real é reduzida 12 vezes para manter a escala e uniformidade. Se no mundo real um objeto mede 12 cm – um CD, por exemplo – terá apenas 1 cm de diâmetro. Esta divisão por 12 advém da medida Imperial utilizada na na Inglaterra, onde o hobby se consagrou, segundo a qual um ”pé ” (foot) tem 12 polegadas (inches).
Somos um grupo de miniaturistas formado pelos artesãos Silvana Napolitano, Ivani Grande, Vivian Bick, Flavia e Valéria de Oliveira, Regina e Anna Helena Fiore , Pepp Assis e Orson Luis, e trabalhamos principalmente com miniaturas relacionadas ao mundo das dollhouses (como ficou consagrado o termo em inglês, ou Casas de Bonecas). Entramos nesse universo maravilhoso por hobby, e aos poucos fomos nos aprofundando conforme conhecemos outros entusiastas, colecionadores e miniaturistas de talento espalhados pelo mundo.
Juntos, tivemos oportunidade de participar de diversas feiras e eventos internacionais, principalmente nos Estados Unidos e Europa, representando o Brasil em mercados onde a arte das miniaturas é levada com muita seriedade e profissionalismo.
Para nós, essa é uma paixão através da qual podemos utilizar percepções e sentimentos para contar histórias.

Confira algumas fotos:

miniatura-7 miniatura-6 miniatura-5 miniatura-4 miniatura-3 miniatura-2

DOLLHOUSE: Exposição e venda de miniaturas.
Data: 04, 11 e 18 de dezembro
Hora: 09 ás 17h
Local: Casarão do Chá, Estrada do Chá cx 05, Bairro Cocuera,
Mogi das Cruzes, SP

Contato:
Silvana Napolitano
Tel: (11) 50521467
Cel: (11) 996016880
snvianna@uol.com.br
www.facebook.com/silvana.n.vianna

10° Encontro de Nôgaku – Imin Nô FUNABENKEI

cartaz

Neste domingo, dia 27/11/2016, teremos Funa Benkei: Teatro Nô no Casarão do Chá.

O teatro Nô é uma arte japonesa do século XIV que combina canto, dança, poesia e música de uma maneira refinada e altamente simbólica. Foi criado por Kan’ami e seu filho Zeami, podendo ser considerada uma bela síntese da cultura japonesa. Desde o início do século XX até os dias de hoje, continua sendo muito estudado pelos ocidentais. Em 2001, a Unesco reconheceu o teatro Nô como Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade.

A Associação Brasileira de Nôgaku – ativa desde 2008, formada por imigrantes japoneses e atores brasileiros, está apresentando nesta oportunidade o 10º Encontro de Nôgaku no Casarão do Chá, a ser realizado no dia 27 de novembro de 2016 às 14h.

Na primeira parte, será realizado um workshop que pretende explicar os diversos componentes do universo do Nô por meio de demonstrações.

Na segunda parte, apresentaremos o Imin Nô “Funa Benkei” (Benkei sobre o barco).

Agradecemos profundamente por todo o apoio recebido pelos senhores até o presente, e espero que apreciem este novo desafio da ABN. Sejam todos muito bem vindos.

No dia do Imin Nô, estaremos arrecadando alimentos não-perecíveis como arroz e feijão (exceto sal e açúcar) que serão enviados como presente de natal para as crianças que estão passando fome. Aguardamos a presença dos senhores e também a colaboração com a nossa campanha.

Os alimentos arrecadados serão doados para as crianças em idade pré-escolar, em parceria à Associação das Damas de Caridade São Vicente de Paulo.

Estão abertas as inscrições para novos participantes de Nôgaku. Contato:
Associação Brasileira de Nôgaku
Shigeru Matsumoto
Fone 4312-0156
Cel: 98487-2335
shigerumatsumoto@ymail.com
Facebook: Imin Nô
Fotos: https://www.facebook.com/Imin-N%C3%B4-400579580139467/photos_stream
Evento: https://www.facebook.com/events/363774917299820/
FUNABENKEI
Após a vitória do clã Genji contra o clã Heike, soberanos do Japão por vinte anos, um boato mentiroso alastra uma conspiração contra o líder Genji, Yoritomo, colocando-o contra seu próprio irmão, Yoshitsune. Para evitar uma luta, e para pedir a compreensão de Yoritomo calmamente, Yoshitsune e seus seguidores fogem da capital na calada da noite. Na praia onde estão prestes a tomar um barco, Benkei, monge e servo de Yoshitsune, o aconselha que deixe para trás a sua amante, Shizuka, devido aos perigos da viagem, e dos boatos que surgiriam por ele levar uma mulher neste percurso. Benkei chama Shizuka e lhe passa a decisão. Ela não acredita nas palavras de Benkei e pede para que Yoshitsune as fale pessoalmente; o que ele faz, e Shizuka chora, lamentando ter se tornado um obstáculo para seu amante. Benkei recomenda que volte à capital, e Yoshitsune a oferece saquê, enquanto seu servo pede para que ela dance uma dança, desejando-lhes uma boa viagem. Ela veste suas roupas de dançarina, e canta a fraternidade trazida por Kannon, bodhisattva da compaixão. Eles partem e Shizuka, cujo nome significa “calmaria,” fica para trás, chorando na praia. Agora Yoshitsune e seus companheiros navegam pelo mar do oeste, quando uma tormenta cai sobre eles. Os espectros de todos do clã Heike, mortos em sua última batalha, se erguem do mar. Entre eles, Tomomori, que os ameaça. Yoshitsune se defende com sua espada, mas Benkei os aparta, pois lutar contra um espectro com armas, é inútil. Ele esfrega as contas do seu rosário e invoca Fudô e todos os seus bodhisattvas protetores, sendo cada um de um ponto cardeal, e Fudô o centro. Tomomori enfraquece, tenta uma última investida, mas novamente é repelido, sumindo no branco das espumas das ondas.
27/11/2016 – 10° Encontro de Nôgaku – Imin Nô: FUNABENKEI
Das 14h às 16h Entrada Franca.
Contato Casarão do Chá: (11) 4792-2164, acasaraodocha@gmail.com
https://www.facebook.com/events/363774917299820/

Paris – São Paulo: Régards Croisés / Olhares Cruzados

convite

No próximo final de semana, dia 09 de outubro, às 17:00h, ocorrerá a vernissage da exposição Paris-São Paulo: Régards Croisés/Olhares Cruzados, no Casarão do Chá.

O objetivo desta exposição é efetivar, por meio das artes visuais, o olhar cruzado dos artistas franceses e brasileiros sobre a paisagem, o espaço urbano e sua gente. Participam desta exposição professores de arte, artistas profissionais e amadores, mostrando os diferentes olhares sobre as cidades de Paris e São Paulo, através de 174 obras originais. Haverá participação especial dos artistas da Académie de la Grande Chaumière, de Paris.

Além disso, no mesmo dia 09/10/2016, os visitantes e convidados poderão ver duas telas especiais, uma delas, cópia da Jovem Orfeline de Delacroix, devidamente autenticada pelo Museu do Louvre em Paris, e outra tela, também óleo sobre tela da Banhista de Ingres.

A exposição vai até dia 20 de Novembro de 2016. Depois da exposição no Casarão do Chá, as obras serão reunidas e levadas para Paris para a continuação desse projeto na França.

A curadoria geral da exposição fica por conta de Ana Rafful (Mogi das Cruzes) e Marion Boumans (Paris). Junto com a abertura da exposição teremos a cantora Sandra Mantegassi, convidada por Celso Ledo, que vai oferecer ao público um recital de canções francesas dos anos 60. Teremos também a performance do grupo Detrás da Porta Artes do Corpo, organizado pelo Paulo Augusto Rios de Oliveira, que será acompanhado pela jovem cantora Raphaela Martins Machado, que cantará extratos de música francesa contemporânea.

Organização:

Miha Nakatani (Brasil – Casarão do Chá)
Celso Ledo Martins (Professor Universitário / Arquiteto)
Paulo Augusto Rios de Oliveira (Psicólogo, Psicoterapeuta e Preparador de Atores)
Ana Rafful ( Professora Universitária e Artista Plástica)
Marion Boumans (Artista Plástica e Gravurista)
Marion Rivolier (Cenógrafa e Artista Plástica)
Tula Moraes (Artista Plástica)

ARTISTAS FRANCESES:

1. Marion Boumans (Artista Plástica e gravurista)
2. Tula Moraes (Artista Plástica e fotógrafa)
3. Marion Rivolier (Artista Plástica e Cenógrafa)
4. Brigitte Lannaud Levy (Crítica literária e Artista Plástica)
5. Mathieu Letellier (Artista Plástico e Ilustrador)
6. Beatrice Kluge (Artista Plástica)
7. Hélène Leblanc (Artista Plástica)
8. Catherine Hospitel (Escultora, gravurista e professor na Académie de la Grande Chaumière
9. Joseph Greneville (Pintor, gravurista e professor na Academia de la Grande Chaumière)
10. Victoria Rouesse ( Pintora, Escola Superior de Belas Artes de Paris)
11. Isabelle Cosbar Foster (Ilustradora, pintora e professora de Artes Plásticas em Paris)
12. Pierre Bremaud (Desenhista de humor)
13. Shoshi Yano (Pintor e desenhista)
14. Christiane Gagneur ( Escultora, desenhista do Atelier de Belas Artes de Paris)
15. Annick Brotel

ARTISTAS BRASILEIROS:

1. Ana Rafful (Aquarelista e ilustradora, co-autora do Livro Sketchers do Brasil)
2. Tania Pessoa de Barros (Artista Plástica)
3. Miha Nakatani (Artista Plástica e Ceramista)
4. Eliana Bianco Alves (Aquarelista)
5. Antonio Dias (Arquiteto, artista plastic, ilustrador, diagramador, co-autor do livro Sketchers do Brasil)
8. Geraldo Soares (Arquiteto e aquarelista)
9. Jacqueline Low-Beer (Arquiteta e aquarelista)
10. Simon Taylor (Arquiteto, ilustrador, co-autor do livro Sketchers do Brasil)
11. Tereza Regina Cordido (Arquiteta e Artista Plástica)
12. Dalva Prado (Artista Plástica)
13. Paulo H. Vieira (Artista Plástico)

Participarão também da exposição:

Artistas Performáticos:
Paulo Augusto Rios de Oliveira (diretor e organizador)
Artistas Co-criadores: Tatiana Francisco (arquiteta); Caio Cesar (filósofo).

Organizador, designer e arquiteto:
Celso Ledo Martins

 

3º Festival de Cerâmica no Casarão do Chá

Mais de 60 ceramistas e centenas de peças de tamanhos, formas e cores diferenciadas comporam o 3° Festival de Cerâmica, uma das principais atrações do Casarão do Chá, que aconteceu no dia 07 de agosto, em Mogi das Cruzes.
Ao longo do dia os ceramistas estiveram disponíveis ao público, com exibições e venda de seus trabalhos. O festival também contou com atrações demonstrativas e workshops. O evento, com entrada gratuita, se consolida como um dos importantes encontros culturais da arte da cerâmica no Brasil. Artistas renomados com sólido trabalho, jovens artistas com designs diferenciados e iniciantes criativos estimulam entre si a troca de experiências e incentivam a formação de novos ceramistas.
Como sempre, nossa Feira de Cultura e Lazer acompanhou o festival com diversas barracas de alimentação, oferecendo comidas artesanais de diferentes nacionalidades, preparados na hora. Houve venda de plantas, animais e artesanatos diversos. O chá preto, produto que originou a construção da fábrica, também pode ser apreciado na loja do chá.

Ceramistas e ateliês participantes:

Akinori Nakatani
Alejandra Dawi
Alessandra Dantas
Alma do Artista Bonecos Arte
Andreza Teixeira
Arte com Barro
Art by Darlene
Atelier Yas & Brisa
Brune Hampf
Camila Sant’Ana
Cerâmicas da Cris
Cintia Verdi
Cristina Etsuko
Cristina Rocha
Dani Bedollo
Dani D.
Dora Chapchap
Drikatê
Eliana Kanki
Ernesto Stock
Expressão Cerâmica
Fabiana Nakashima
Fernando
fontoura & kiehl
Fushae Yagi
Iweth Kusano
Jamila Cruzado
Jane H
Juliana Miyasaka
John Alexander Uribe
Karina Ignacio
Kazue Matsuoka
Kenjiro Ikoma
Magali Ercolin
Malu Muhamad
Marcelle Dionisi
Marcelo Conegliam
Maria Luisa da Silva: cerâmica de alta temperatura.
Mariana Zoccoli
Marli Brejeiro Almeida
Marli Nano
Matheus Dias
MCL- Clau Massote
Michio Kamada Saito
Miha Nakatani
Miki Iryo
Miti Ceramica
Nathalia Favaro
OCRE cerâmica
Olga Ishida
Patricia Carvalho
Patrícia Degan
Pedro Chacón
Peggy
Priscilla Ramos – CumbucaChic
Raquel Caseiro
Regina Sperandio
Regina Teixeira
Rita Aoi
Rita Tucci
Rosely Lumiko
Sergio Onodera
Sônia Bogaz
Sueli Massuda
Taissa Tiemi Higa
Tradef – Trabalho de Apoio ao Deficiente
Tony Chen
Yasuichi Kojima
Yuki
Yuuki Nakatani

 

Organização: Associação Casarão do Chá (Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/acasaraodocha/)

Apoio: Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes

Patrocínio: Pascoal Massas

3ª EXPOSIÇÃO “UMA EXPRESSÃO DA CRIANÇA”

A Associação Casarão do Chá e a Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes apresentam a 3ª edição da exposição “Uma expressão da Criança”, que vai de 05/06 a 31/07 de 2016.

A exposição tem como proposta divulgar a arte infantil e incentivar o desenvolvimento da expressão individual da criança através do trabalho artístico. Realizado em parceria com a Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes, o evento consiste em apresentar, no espaço expositivo do Casarão do Chá, obras produzidas por alunos de Mogi das Cruzes sobre o tema: “Retratos, Pessoas do Cotidiano”.

O evento faz parte do projeto educativo e de revitalização do Casarão do Chá como um espaço de desenvolvimento e divulgação das atividades culturais.

A entrada é franca, e a exposição está aberta todos os domingos à partir das 9h. Para visitas durante a semana, agende pelo telefone (11) 4792-2164.

 

Confira as fotos e a premiação desta edição:

« 1 de 4 »

 

1º Prêmio
Samuel Henrique de Jesus / 10 anos / EM(R) Geralda Ferraz de Campos

2º Prêmio
Gabriel de Almeida Oliveira / 7 anos / EM Profa. Maria Coeli Bezerra de Melo
Davi Ramos de Souza / 9 anos / EM Maria Luiza Mendes da Fonseca

3º Prêmio
João Vitor Rodrigues Rosa / 10 anos / EM Profa. Maria Coeli Bezerra de Melo
Pietro Viniceus Paiva de Oliveira / 7 anos / EM Dr. Waldir Paiva de Oliveira Freitas
Karina Silva do Nascimento / 9 anos / EM Profa. Maria Coeli Bezerra de Melo

Menção Honrosa
Julio Kenji Ota / 8 anos / EM Prof. Eulálio Gruppi
João Batista Pereira dos Santos / 10 anos / EM Vereadora Astréa Barral Nébias
Kaylane Pereira da Silva Torre / 11 anos / EM Fujitaro Nagao
Hellen Rocha Moreira / 10 anos / EM Fujitaro Nagao
Kethelyn Gabrielly Santos Reis / 3 anos / CEIM Prof. Takao Ikeda

Membros do Júri:
Geraldo Monteiro Neto
Ricardo Aleхandre Leite da Silva
Andreza Cristina Teiхeira
Akinori Nakatani

Organização:
Associação Casarão do Chá
Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes

Patrocínio:
ACRILEX

Exposição “A Caverna dos Sonhos Esquecidos” de Máyy Koffler

O Casarão do Chá tem o prazer de apresentar “A Caverna dos Sonhos Esquecidos”, uma exposição de peças de cerâmica da artista Máyy Koffler, aberta à visitação de 03 de abril a 29 de maio de 2016. A abertura da exposição ocorre dia 03 de Abril, à partir das 11h.

A exposição apresenta obras de Arte Cerâmica reunidas em séries e criadas entre os anos de 1994 e 2016. Trata-se de uma seleção de obras significativas do percurso da artista, em um total de 36 obras.

Dentre estas obras destacamos as seguintes séries:

A Série das Porcelanas

As peças foram realizadas com a técnica de modelagem pré-hispânica do “Paleteado”, originária da cultura Vicús no Peru. A porcelana, unida à técnica do paleteado, permite a realização de peças muito finas, translúcidas e de uma leveza única. Agregando a esta matéria corantes minerais, que tingem a massa branca com cores variadas (técnica nerikomi), é possível descobrir ondulantes formas, criaturas fascinantes, monstros e variados animais que a artista reforça com linhas, definindo e dando uma nova vida a cada obra.

A Série das Luas (técnica de modelagem: paleteado)

Esta série surge da realização de uma primeira “Lua”, feita no ano de 1994 em Apiaí. Curiosamente, a criação se deu em uma região que abriga muitas cavernas. A realização da peça revelou-se um desafio plástico. O título faz referência à forma final da peça, semelhante a uma lua crescente. A série é composta de cinco peças de formas bem semelhantes, mas com massas de diferentes cores e texturas executadas em diferentes momentos do percurso da artista.

A Caverna dos Sonhos Esquecidos

A Obra que dá nome à exposição surge para trazer à luz uma série de peças sonhadas e adormecidas durante anos, enquanto a artista realizava um caminho de preparação para ministrar cursos de Cerâmica. Esse nome foi inspirado no filme homônimo de Werner Herzog sobre os tesouros pré-históricos descobertos na Caverna Chauvet (França). Existe aqui um paralelo entre esta gruta que ficou vinte mil anos congelada no tempo – perfeitamente fechada esperando o momento de ser descoberta – e as peças da exposição, que simbolizam a materialização dos “sonhos esquecidos” da artista.

A Ultima Série

Nesta série, a artista apresenta uma série de esculturas em baixa e alta temperatura, algumas inspiradas em lendas e crônicas de origem pré-hispânica, sobre personagens míticos femininos. Também faz parte da série cinco obras de formas esféricas contendo desenhos lúdicos as quais podem ser usadas como luminárias. Completa a exposição uma instalação em forma de mandala, realizada com as ferramentas utilizadas para modelar as obras.

 

Serviço:

Período de exposição: 03/04 à 29/05/2016
Horário: todos os domingos, das 9 às 17h
Entrada franca

Para visitas agendadas durante a semana, entre em contato com a Associação Casarão do Chá, pelo telefone 11 4792-2164

Contato da artista:
http://www.mayykoffler.com/
https://www.facebook.com/mayy.koffler?fref=ts